NOSSO MERCADO E NOSSA AUTO-ESTIMA

Esse é daqueles textos que escrevo sem a certeza de que aquele que lê, de fato, compreende o que quero dizer… Não é uma questão de subestimar a capacidade de interpretação das pessoas, no mínimo, não somente isso, mas é um texto que toca numa ferida muito profunda da nossa Cultura, daquelas que muita gente se recusa a ver… CONTINUE A LEITURA


DANÇA DO VENTRE E SOLIDARIEDADE

Acho que todo mundo do meio da Dança do Ventre que circula pelas redes sociais deve ter percebido que muitas bailarinas, atualmente, têm se envolvido com ações solidárias o que é uma coisa muito bonita, que me enche de orgulho, ver essa nossa “paixão” botar roupa no corpo, comida no prato de quem precisa! CONTINUE A LEITURA


A PRIMAVERA DOS CORNOS

Todas as vezes na minha vida (sem uma única exceção que “comprovasse a regra”!) que eu vi um homem (ou mais!) berrando “Putaaaaaaaaaaaaaaaa!”,  “Vaaaaaaacaaaaaaaaaaaaaa!”, Va-Ga-Buuuuuuuuuuun-daaaaaaaaaaa” etc, era corno. Todas! CONTINUE A LEITURA


IMPARCIALIDADE OU COVARDIA?

“Neutro é o que já se decidiu pelo mais forte” (Max Weber). Se um homem espanca uma mulher ou uma mulher a um cão ou um cão a um gato, “não se meter” significa participar da prática, ser “comparsa” (ou “comadre”?) do homem, da mulher e do cão, na ordem acima, claro… CONTINUE A LEITURA


SAUDADE DE NADA

Quando eu, finalmente, fui concebida, a quinta, de um casal que aguardava, ansiosamente, uma menina, foi uma coisa que “já não era sem tempo!”. Já andava pegando mal para os meus pais que essa tal menina que eles tanto prometeram, não vinha. Quatro meninos nasceram antes de mim. Três deles estão por aí, vivos e muito vivos e um deles, achando tudo aqui meio sem graça (não tiro a razão do pequeno Luíz!) foi-se (ou voltou?) assim que apareceu por aqui. CONTINUE A LEITURA


“MEU DEUS! É ELA!!!” – DE CARA COM MEU ÍDOLO

Quando eu, finalmente, fui concebida, a quinta, de um casal que aguardava, ansiosamente, uma menina, foi uma coisa que “já não era sem tempo!”. Já andava pegando mal para os meus pais que essa tal menina que eles tanto prometeram, não vinha. Quatro meninos nasceram antes de mim. Três deles estão por aí, vivos e muito vivos e um deles, achando tudo aqui meio sem graça (não tiro a razão do pequeno Luíz!) foi-se (ou voltou?) assim que apareceu por aqui. CONTINUE A LEITURA


REFLEXÕES, DESCOBERTAS E COISAS QUE NÃO SÃO NADA

Reflexões profundas nos levam a descobertas interessantes… Compartilhar estas descobertas é um modo de dividir o que sabemos com o mundo, é generoso, é um ato de bondade com o outro. Às vezes, um “toque” vem na hora e medida certa sem, sequer, percebermos de onde. Cada descoberta humana pode ou, até, deve ser compartilhada. Assim, nós, seres humanos, temos chance de aprender com os erros e acertos dos outros. CONTINUE A LEITURA


CAIRO 2015 – AS CABRINHAS NO TELHADO

O Egito fala árabe e árabe se escreve de lá pra cá… Tem alguns pensamentos, questões gramaticais e até aspectos culturais que são meio de lá pra cá, mas acredito que eles achem que nós é que estamos muito daqui pra lá. Sei que vejo as coisas meio do contrário e, também, que tem coisas de cabeça pra baixo no Egito. Exemplo: Criação de cabras no telhado. CONTINUE A LEITURA


ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS

Desde sempre, investimos nosso tempo e dinheiro para arrasar no palco. Tudo que fazemos, da escolha da bijoux ao perfume, é pensando no que funciona bem no palco. Ultimamente, temos falado muito sobre “comportamento de coxia”. Assunto abordado entre as “Dicas” do meu último DVD, lançado em abril.  CONTINUE A LEITURA


O TREINADOR DE BALEIAS – UMA DINÂMICA AMOROSA

As baleias são mamíferos marinhos enormes. Seu corpo gigante tem muita, muita gordura e a quantidade de comida que uma baleia precisa para se alimentar, vai muito além de um peixinho. Eu não entendo nada da “bio-mecânica de animais marinhos”, mas, imagino que um salto de um peixe gigante (que não tem pernas, claro!) seja algo para o qual ele necessite empreender um esforço e energia do tamanho do Mundo. CONTINUE A LEITURA


PESCA E COLCHÕES (IMPROVISO E SOBREVIVÊNCIA)

Foi assim: Era uma vez duas gêmeas más. Elas eram egoístas, histéricas, sem nenhum senso de humor e um pouco ninfomaníacas. As gêmeas davam pra meio mundo. Juntas e separadas, era um escândalo em Foz do Iguaçu! E então, surgiram dois forasteiros, que vinham lá dos Pampas, que eram muito machões e não tiveram medo de amar estas mulheres sedutoramente más! CONTINUE A LEITURA


ALL MY TROUBLES SEEMED SO FAR AWAY…

Envelhecer tem, sim, lá suas vantagens. Por exemplo: Saber a diferença entre drama e tragédia e saber o que fazer com seu cabelo. Dois problemas distintos, de berço, sanados! De desvantagens, todas as que já sabemos e uma que os “meus velhos” esqueceram de comentar: Os outros se vão e você vai ficando… CONTINUE A LEITURA


CAIRO 2015: A FESTA DA FEFELECH

Talvez, para um não paulista, partes desta história não façam muito sentido, mas vou tentar explicar… na USP (Universidade de São Paulo) tem a Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, a FFLCH, para os mais íntimos “Fefelech” e para muitas pessoas, tanto de dentro, como fora da FFLCH, isto significa, também um modo de vida. CONTINUE A LEITURA


O VÔ LÍDIO, O BOLA E O CACHAÇO

Lídio. De acordo com a Wikipédia, O modo lídio forma-se estabelecendo como tônica a quarta nota da escala diatônica, podendo ser classificado como um modo maior. Entendeu? É um modo. Ponto. E também é o nome do meu avô, que faleceu no dia 1 de abril passado (bem humorado o vô Lídio!). CONTINUE A LEITURA